Follow:
Browsing Category:

Projetos & Desafios

    Comportamento & Cotidiano, Música, Projetos & Desafios

    E se fosse contigo?

    Olá pessoas ♥ O tema do mês passado do Projeto 16 on 16 foi a música. E claro que eu não podia escolher outra música se não a “E se fosse contigo?”. Antes de mais, deixo-vos o videoclip e a letra da música.

    E se fosse contigo e se fosse consigo
    Sempre tão polido até tenho um amigo
    Por isso não és racista, homofóbico, purista
    Por isso não és xenófobo, porco, machista
    Bateste na miúda porque bebeste um copo a mais
    Não é isso que te muda e ninguém gosta demais
    Agora é surda e muda à frente dos demais
    Tem vergonha, não pede ajuda só pensa em funerais.
    Por isso observa-me, diz-me aquilo que vês
    Vá-la enerva-me. Não tenhas medo ou timidez
    Cor da pele primeiro, a roupa que vesti
    Diz-me se sou um rafeiro ou da raça pedigree
    Para mim é suficiente para ser gozado na escola
    Mandarem-me para a baliza se quiser jogar à bola
    Serei pequeno o suficiente, parvo o suficiente
    Ou será que o problema é ser demasiado inteligente

    Se cada vez que alguém sofresse
    Se cada vez que alguém morresse
    E tu pudesses evitar, e se fosse contigo
    Diz-me e se fosse contigo
    Se cada vez que alguém chorasse
    Se cada vez que alguém gritasse
    E tu pudesses ajudar
    E se fosse contigo
    Diz-me e se fosse contigo

    Preferência sexual não é escolha sexual
    E mesmo que assim fosse yo o que tem isso de mal
    Senão estou bem no meu corpo quero vê-lo corrigido
    Devo ser encorajado, nunca coagido
    Queres decidir por mim boy como é que te atreves
    Não conheces a minha vida boy não podes não deves
    E não leves a peito por favor leva à cabeça
    Antes que ela aqueça, faço-te uma promessa
    Um dia essa ignorância pode-te tocar
    Ya um dia essa arrogância vai se quebrar
    Podes vir a saber o que é viver numa sociedade
    Que maltrata as suas crianças e 3ª idade
    Um peso uma medida para todo e cada vida
    Direito de respeito merecido à partida
    A tua ofensa lança medo e insegurança
    Indiferença mata a esperança de esperança

    Se cada vez que alguém sofresse
    Se cada vez que alguém morresse
    E tu pudesses evitar, e se fosse contigo
    E se fosse consigo
    Se cada vez que alguém chorasse
    Se cada vez que alguém gritasse
    E tu pudesses ajudar e se fosse contigo
    E se fosse consigo

     

    Não consigo explicar o quanto gosto desta música. Ela é o tema principal do programa “E se fosse Consigo?” que passa na SIC, todas as segundas às 21h. Este programa aborda problemas e questões sociais, como vocês podem facilmente perceber pela letra da música, que apenas em dois minutos e meio, tenta incentivar as pessoas a ser melhores, a aceitar os outros, a denunciar situações que não são apenas assuntos entre marido e mulher, ou apenas uma brincadeira de crianças.

    Até agora já passaram pelo programa questões como a violência no namoro ou no casamento, homossexualidade, obesidade, racismo, bullying, entre outros. Dentro destas questões, o programa aborda várias componentes. Temos vários testemunhos de pessoas que sofreram/sofrem preconceito devido à sua condição, pessoas que foram vítimas de violência doméstica ou bullying, temos também testemunhos de especialistas que explicam diversos cenários e, por fim, temos a parte mais interessante para mim: atores representam na rua um problema com algum destes temas, algum preconceito, alguma situação de violência, para basicamente ver a reação das pessoas face ao que está à sua frente. Se quiserem ver um dos episódios que mais me marcou passem pela fanpage do blog, disponibilizei o vídeo lá.

    É honestamente aterrorizante o número de pessoas que passam indiferentes a estas situações. Não vou ser hipócrita e dizer que se fosse eu iria interferir em todas as situações. E claro que se não interferisse não era por achar que não era necessário, porque em todas as situações apresentadas até agora qualquer pessoa deveria ter interferido. Sendo sincera, a minha razão para não interferir em algumas daquelas situações seria o medo que a pessoa que eu fosse confrontar me fizesse mal. E sei que muita gente pensa como eu.

    Mas sabem o que o programa me fez perceber? Este programada trouxe a realidade crua para a frente dos nossos olhos, porque nós sabemos que acontece, mas enquanto não é a nós, as coisas não devem ser muito más) e, principalmente, fez-me perceber que mesmo nessas situações que eu teria medo, eu podia até não confrontar pessoalmente o agressor, mas havia muitas outras coisas que eu podia fazer. E o mesmo vale para ti, para eles e para todos nós. Todos nós podíamos afastar-nos e ligar imediatamente à polícia. Podíamos chamar outras pessoas na rua para intervirem connosco. Todos podemos fazer alguma coisa. Todos DEVEMOS fazer alguma coisa! É um dever cívico, é um dever humano.

    projeto-16-on-16-1-cenasdumaraparigacomplicada