Follow:
Comportamento & Cotidiano

Em 2016

em-2016-cenasdumaraparigacomplicadaEm 2016 fizemos 2 anos, que vão continuar a contabilizar por muito tempo. Terminamos depois de 2 anos, mas garanto-te que foste o melhor que me aconteceu naquele Dezembro de 2013 e daí em diante até ao final. Entretanto, aprendi que as coisas mudam, as pessoas também. E isso não é mau. A vida segue e nós também e eu espero que a tua seja a melhor e mais feliz possível.

Passei de não gostar de ti para te chamar de amiga e guardo-te um lugar especial no coração, impossível de ocupar por outra pessoa. Fizeste-me apaixonar novamente por uma grande parte da minha vida e espero continuar contigo pelos próximos anos.

Agradeço-vos. Aos 21 anos sinto que pertenço e que faço falta. Entre outras coisas, perceber isto foi das melhores coisas de 2016. Eu sei que tenho defeitos, assim como vocês também têm, mas nós aceitamo-nos mutuamente. Há melhor?

Não sei o que te dizer. Se te agradeço ou te chamo idiota, mas reconheceste-me como sou e como sempre quero ser e mostraste-me que isso é suficiente e que é bom, apesar das diferenças. Prometo não te falhar.

Somos todos muito diferentes e em relação a mim, estamos longe do que eu queria que estivéssemos, mas eu tenho um carinho muito especial por vocês e ainda terei muito tempo para vos mostrar o ar da minha graça.

Sei que nunca vais ler isto e, sinceramente, não me faz qualquer diferença que leias ou percebas que é para ti, mas por alguma razão lembrei-me de ti enquanto escrevia. Percebi que de alguma forma, estranha e pouco convencional, te tornaste meu amigo. Mesmo que eventualmente percamos contacto.

2016 levou algumas pessoas e trouxe-me outras, tu incluído. Tu tens claramente graves problemas psicológicos e talvez seja justamente por isso que nos damos tão bem, mesmo que no início não me tivesses causado uma boa impressão. Foste, e ainda és, a melhor pessoa que este último ano me deu e ainda bem que já to disse pessoalmente, visto que és uma pessoa tão excluída da sociedade que nem Facebook tens e não irás ler nada disto. Mas era só para deixar claro que mesmo tu não lendo, estás incluído, migo.

Estou contigo há mais de um ano. Umas vezes detesto-te, outras adoro-te. Já até me fizeste chorar de raiva e doer a barriga de rir e já até estive para nunca mais te ver, mas continuamos aqui. Firmes. Até à hora.

Quase me esquecia de ti. Podes andar desaparecido por condições da vida adulta, mas sabes perfeitamente – ou assim espero – do impacto que tiveste na minha vida (na normal e na dupla – culto, dizem eles) e mesmo eu seguindo quem eu sou, és o meu exemplo, que eu sempre seguirei com todo o orgulho. Estiveste presente para mim bem mais do que do teu papel se esperava e quando mais foi necessário.

Sempre associei as lágrimas a sentimentos negativos ou então a uma felicidade momentânea e efémera, mas descobri que há muitas outras razões para chorar. Descobri que mesmo que os primeiros meses do ano sejam uma merda, cada um de nós tem a capacidade de fazer do seu ano o melhor e, assim, chegar aos primeiros minutos de um novo recomeço sem conseguir evitar chorar. Foi o que me aconteceu, pela primeira vez na vida. Estava triste? Desiludida? Não. Eu estava tão feliz, realizada e plena, que não consegui conter esse turbilhão de emoções. Que todas as lágrimas sejam assim!

Em 2016, mesmo com todas as suas coisas más, fui muito feliz e concretizei tanta coisa que nem sabia que procurava. Foi, sem dúvida, o melhor ano da minha vida.

Até à próxima ♥

Comentários
Previous Post

♥ Vejam também ♥

2 Comments

  • Reply vanessa

    Olá lindona, que texto hein!!!! Amei <3
    Você desenvolveu muito bem. Muitas pessoas entram e se vão de nossas vidas, o importante é o que aprendemos com cada uma delas e a marca que deixam em nós.
    Beijos.

    meumundosecreto

    17 Janeiro, 2017 at 20:33
    • Catarina
      Reply Catarina

      Ahh, muito obrigada <3
      E sim, isso é mesmo verdade!!

      Beijinhos ^-^

      17 Janeiro, 2017 at 21:04

    Leave a Reply